Início > Freguesia > História
História

A história de Fátima está permanentemente associada à existência de três crianças: Lúcia e seus primos, Francisco e Jacinta Marto, que a 13 de Maio de 1917, guardavam o rebanho à sombra das azinheiras de um lugar chamado Cova da Iria e vislumbraram um clarão, a aparição de uma “Senhora vestida de branco”, onde agora se localiza a Capela das Aparições. Aparecendo às crianças, a Abençoada Virgem Maria disse que havia sido enviada por Deus com uma mensagem para cada homem, mulher e criança no nosso século. Apareceu num momento em que a civilização estava a ser castigada pela guerra e a violência sangrenta, Ela prometeu que o Céu daria a paz a todo o mundo se os seus pedidos de oração, reparação e consagração fossem escutados e obedecidos.

Nossa Senhora de Fátima explicou às crianças que a guerra é um castigo do pecado e advertiu que Deus seguiria castigando o mundo pela sua desobediência ao Seu Desejo através da guerra, da fome e da perseguição da Igreja, do Santo Padre e dos fieis católicos. A Virgem pediu-lhes que rezassem muito pelo bem do mundo e anunciou que voltaria durante os próximos meses, a todos os dias 13. A última Aparição ocorreu no mês de Outubro, sendo presenciada por cerca de 70.000 peregrinos que assistiram ao Milagre do Sol.

A Mensagem de Nossa Senhora ao mundo baseia-se no que se tem vindo a chamar o "segredo" que ela confiou às três crianças videntes em Julho de 1917. O segredo realmente consiste em três partes. A primeira parte do segredo foi uma horrível visão do inferno "aonde vão as almas dos pobres pecadores". A segunda parte do segredo profetizou especificamente o início da Segunda Guerra Mundial. A última parte do segredo (muitas vezes chamada o "Terceiro Segredo") foi escrita por Lúcia dos Santos, em 1944 e está na posse da Santa Sé desde 1957.


Anos mais tarde, a Ir. Lúcia conta ainda que, entre Abril e Outubro de 1916, tinha aparecido um Anjo aos três videntes, por três vezes, duas na Loca do Cabeço e outra junto ao poço do quintal da casa de Lúcia, convidando-os à oração e penitência.

Para assinalar o local das Aparições construiu-se um arco de madeira com uma cruz. A pequena árvore a pouco e pouco foi desaparecendo levada por peregrinos. Em 6 de Agosto de 1918, com as esmolas dos fiéis iniciou-se a construção de uma pequena capela em homenagem a Nossa Senhora, feita de pedra e cal coberta de telha com 3,30 metros de comprimento, 2,80 metros de largura e 2,85 metros de altura. Foi a primeira construção do actual recinto de oração.


Fátima é hoje por muitos considerada como o Altar do Mundo, onde cheira a promessas e velas queimadas e onde acorrem milhões de peregrinos movidos pela maior força do mundo: a fé. Fátima, cidade da Paz. Terra de Milagres e Aparições.
 
   




« voltar  |  topo